O ano de 2017 não tem sido nada bom para o Youtuber PewDiePie. Após um vídeo considerado extremamente infeliz pela maioria da internet (e que acabou resultando na perda de patrocínios incluindo um contrato com a MakerStudios, Network controlada pela Disney), o Youtuber se envolveu em mais uma polêmica hoje ao fazer o uso de uma palavra considerada extremamente racista durante uma livestream.

Hoje à tarde, o Youtuber estava fazendo uma transmissão de PlayerUnknown’s Battlegrounds, a atual sensação do mundo dos games, quando, durante uma das rodadas, ele acabou sendo morto, e, frustrado com a morte, fazendo o seguinte comentário “What a motherfucking n*gger, sorry but what the fuck”, que poderia ser traduzido como “Que cr*oulo filho da puta, desculpem, mas puta que pariu”.

O momento em que o Youtuber proferiu as palavras pode ser conferido abaixo:

Caso você não esteja ciente sobre a palavra, “Nigger” é um xingamento considerado extremamente pesado nos Estados Unidos, tendo fortes raízes no passado escravagista do país. A palavra é um tabu tão grande que é referenciada como “n-word” lá fora, exatamente para evitar dizê-la. Quando o Youtuber diz algo do tipo ao vivo, mesmo que num momento de frustração, isso acaba não pegando nada bem, ainda mais por dar a entender que, fora das câmeras, esse tipo de comportamento possa ser constante.

Até o momento, PewDiePie não se manifestou sobre o assunto, mas isso provavelmente acontecerá num vídeo em breve.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Torne-se um patrão do site!

Você sabia que ao tornar-se um patrão do Critical Hits, você ajuda o site a continuar crescendo e ainda ganha vantagens exclusivas como acesso a um design mais clean sem propagandas, Critical Cast 5 dias antes de todo mundo e acesso ao nosso grupo secreto no Facebook/Whatsapp? Torne-se já um patrão você também!

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.