A Ubisoft costuma ser uma das primeiras grandes produtoras a apoiar novas empreitadas no mercado de consoles, e ainda que todo mundo estivesse com os dois pés atrás quando haviam rumores de que o primeiro jogo exclusivo da companhia para o Switch seria uma colaboração de Mario e dos Rabbids, ela deu a volta por cima com uma excelente apresentação na E3 desse ano. Agora que o jogo chegou, será que Mario + Rabbids Kingdom Battle prova que é mais um daqueles exclusivos que você precisa ter no Nintendo Switch?

Em Mario + Rabbids Kingdom Battle, o Mushroom Kingdom foi tomado por uma nova ameaça: um grupo de Rabbids que acabou parando lá graças ao SupaMerge, um dispositivo que tem como função fundir dois itens num só. Apesar dessa habilidade, o dispositivo tem um problema de super aquecimento, e ele acabou se fundindo em um dos Rabbids, que agora não consegue se livrar dele e que está fundindo tudo o que encontra pela frente, incluindo os objetos do Mushroom Kingdom.

Agora, cabe a Mario e companhia, auxiliado de Rabbids que acabaram por incorporar certas características dos personagens do mundo do Mario, descobrirem uma forma de evitar que essas fusões desenfreadas acabem por destruir o Mushroom Kingdom como um todo.

Mario + Rabbids Kingdom Battle funciona basicamente como um jogo de RPG Tático como estamos acostumados como XCOM ou Final Fantasy Tactics. Você tem um certo número de unidades e deve posicioná-los no tabuleiro, geralmente para derrotar os adversários controlados pela IA ou para cumprir outros objetivos, como escoltar uma unidade, chegar até certo ponto e assim por diante.

Caso você seja um veterano de XCOM, fique sabendo que você vai se surpreender com a profundidade oferecida por Mario + Rabbids Kingdom Battle. O jogo conta com diversas mecânicas interessantes, e ainda que não seja difícil como XCOM, o jogo oferece desafio na medida certa, e apesar do visual infantil, não é aquele tipo de jogo que você consegue atropelar sem precisar pensar muito.

Um dos detalhes mais interessantes do sistema de combate do jogo é a mobilidade que os personagens têm dentro do campo de batalha. Além do jogo adaptar a mecânica de canos de Super Mario Bros de uma maneira bem inteligente (você entra num cano num ponto do mapa e sai em outro ponto, podendo assim pegar atalhos e cortar caminho para flanquear os adversários ou ser flanqueado por eles, caso eles façam o mesmo), você também pode usar os seus personagens para receber um impulso e cruzar o mapa em um ou dois turnos com facilidade. Isso abre o jogo completamente, e permite a você mudar completamente o rumo da batalha com uma ou duas jogadas inteligentes em sequência.

Cada um dos personagens oferecidos por Mario + Rabbids Kingdom Battle conta com habilidades próprias, e ainda que algumas delas sejam compartilhadas, na maioria dos casos você conta com personagens únicos e que podem ser usados em missões específicas.

No fim das contas, o sistema de jogo é bem interessante e mais profundo do que ele aparenta ser de cara. Há algumas fases onde você vai precisar tentar mais de uma vez para completá-la, e alguns momentos onde você vai achar que o jogo funcionaria melhor caso você tivesse mais personagens em batalha à sua disposição, mas ainda assim, Mario + Rabbids conta com um divertido e desafiante sistema de batalha.

Um ponto interessante do sistema de combate é como a Ubisoft fez para que você progredisse no jogo. Conforme você vai avançando na história, você explora diversos cenários do Mushroom Kingdom, como se estivesse jogando New Super Mario Bros. por exemplo, naquele esquema de World 1-2, World 3-2 e assim por diante. Às vezes você precisa jogar duas ou três fases sem recuperar completamente a vida dos seus personagens, e alguns desses desafios, ainda que fáceis, vão exigir que você mantenha a concentração, para não chegar com um grupo caindo aos pedaços na fase final do ato em questão.

Além dos combates, o jogo ainda oferece uma série de puzzles nos mapas, seja para te dar mais moedas (usadas aqui para comprar as armas primárias e secundárias do jogo), seja para te dar os já tradicionais colecionáveis dentro do jogo, além de desbloquear armas exclusivas de alguns desafios. Os puzzles em questão são inspirados dos desafios apresentados em Super Mario Bros e New Super Mario Bros, e vão deixar muita gente com um sorriso estampado no rosto pela forma como a Ubisoft encontrou para trazer elementos dos jogos clássicos de Mario de uma forma diferente da qual estamos acostumados.

Graficamente, Mario + Rabbids Kingdom Battle é colorido pra caramba e muito bonito e fluído de se ver, tanto no modo portátil do jogo quanto no modo docked. As animações fora das batalhas, principalmente nas cutscenes de história, são superiores às dentro dos combates, mas mesmo quando o jogo está renderizando em tempo real você percebe que a Ubisoft fez um belo trabalho em animar o jogo. A trilha sonora do game também é bem divertida, e conta com temas clássicos do Mario reinterpretados, além de algumas composições originais também. Infelizmente, o jogo não conta com legendas em português.

Review elaborado com uma cópia do jogo para Nintendo Switch fornecida pela Ubisoft.

Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.

Compartilhe