Para comentários sobre a jogabilidade, gráficos e afins, leia a análise do primeiro capítulo de Life is Strange aqui. Para conferir o review do segundo capítulo, clique aqui. E para o review do terceiro capítulo, clique aqui.

Atenção: alguns spoilers do capítulo, então se você ainda não jogou ou não quer estragar a surpresa, este não é seu lugar.

O quarto e penúltimo capítulo de Life is Strange finalmente foi lançado e já posso dizer que é o capítulo mais ambicioso e provavelmente o mais longo até agora. Será que é bom? Será que encontramos as respostas para nossas dúvidas ou apenas criamos mais? É o que vamos saber.

O capítulo começa com Max e Chloe caminhando na praia e conversando sobre o quanto uma sentiu falta da outra e como as coisas mudaram nos últimos anos. Para quem se lembra, Chloe ficou paraplégica no final do terceiro capítulo e agora sabemos um pouco mais sobre seu acidente. Para se ter uma noção de como as coisas mudaram, Chloe não é mais aquela garota rebelde que costumava ser, não tem cabelo azul, não tem tatuagens, não fuma (e com motivo), não diz mais todas aquelas gírias que costuma dizer, chegando até mesmo a comentar que as odeia e também usa emojis em mensagens de texto, coisa que ela também odeia.

Mensagem

Será que alterar o passado para tentar garantir um futuro diferente é a melhor coisa a ser feita? Será que ao tentarmos mudar algo para melhor, não estamos mudando tudo para pior? É isso que nos faz pensar ao vermos as dificuldades que a família de Chloe está passando devido a este acidente e, depois de descobrir algo sobre seu estado de saúde, você é colocado diante uma difícil decisão.

Por se sentir culpada, Max toma a decisão de voltar ao passado e não alterar mais o futuro, pois brincar com o tempo é algo mais sério do que parece. De volta ao presente, e com tudo de volta ao normal, é hora de Max e Chloe continuarem com sua investigação sobre o desaparecimento de Rachel Amber. Após descobrir alguns segredos de David, Max decide visitar Kate no hospital (caso você tenha impedido seu suicídio no segundo episódio) e vê que ela está se recuperando muito bem, voltando até mesmo a desenhar e fazer as pazes com Victoria, do contrário, você vai direto para a universidade e é recebido com um memorial em frente aos dormitórios.

Kate

Sua missão aqui é invadir o quarto de Nathan e tentar descobrir algumas informações a respeito das festas da Vortex Club, onde claramente ele drogava algumas garotas. Você descobre algumas coisas interessantes sobre ele ao inspecionar alguns itens até achar seu celular e sair de seu quarto. A parte mais legal desse episódio é a oportunidade de dar uma surra em Nathan, que entrou nos dormitórios e ameaçou Max e Chloe com uma arma, sendo salvas pelo até então bunda mole, Warren. Após isso, as duas decidem fazer uma visita a Frank em busca de mais informações. Para aqueles que roubaram o dinheiro no terceiro episódio, aqui vocês tem a opção de dar ou não o dinheiro a ele. As duas têm uma conversa com Frank em busca de algumas informações (acabando por conseguir), mas dependendo do desenrolar da conversa e das suas escolhas no passado, haverão maneiras diferentes de conseguir essas informações, sejam elas maneiras boas ou ruins.

As duas voltam para a casa de Chloe e começam sua investigação. Uma parte interessante e que foi implementada aqui é um sistema bem básico de investigação. Parece algo sério, mas é mais uma brincadeira de “detetive” onde você tem que escolher algumas evidências e buscar a relação entre elas. Eu sinceramente levei um certo tempo para desvendar tudo, mas é tudo questão de atenção em alguns mínimos detalhes e você consegue desvendar sem maiores problemas.

Puzzle 1

Após desvendar alguns mistérios e ligar todas as pistas, as duas são levadas à uma fazenda abandonada que pertencia à família Prescott, e é lá que muitas respostas estão escondidas. Após de conseguirem uma forma de entrar em uma sala secreta, a tão falada Dark Room (ou Sala Escura que não tem nada de escura), as duas são surpreendidas com o número de vítimas que Nathan causou. Não há ninguém ali, mas há muitas provas de que Nathan é um belo de um cretino e está partindo em busca de sua nova vítima. Revoltada, Chloe parte em busca de Nathan com desejo de vingança. Após voltarem para a universidade, mais um fenômeno estranho acontece: duas luas cheias aparecem no céu, e Max fica ainda mais preocupada com a catástrofe que está chegando a Arcadia Bay. As duas invadem a festa que estava sendo promovida por ele, porém não o encontram.

Ao saírem de lá, Chloe é chantageada por Nathan e corre até seu “esconderijo secreto”. Chegando lá, acontece o grand finale do episódio e você percebe que algumas pessoas não são quem aparentam realmente ser. Eu sinceramente fui surpreendido no final do episódio e estou louco de vontade para jogar o quinto e último capítulo para saber o que acontece.

Will, Bill, Willian, o nosso querido colaborador é conhecido de várias formas dentro do site. Bill escreve principalmente notícias de games e é um Sonysta declarado, mas nosso Sonysta oficial continua sendo o Leo, apesar de o Bill ser o mini-Leo, salvo pela falta de massa encefálica.

Compartilhe