Depois de muitas idas e vindas, a CBS All Access confirmou o rebbot da série The Twilight Zone, mais conhecida no Brasil como Além da Imaginação. O projeto já estava em pré-desenvolvimento há algum tempo e hoje finalmente foi oficializado.

Os produtores Jordan Peele (Corra!) e Simon Kinberg (X-Men) falaram sobre a importância e responsabilidade de reviver esse clássico da TV.

“Muitas vezes esse ano, sentimos que estávamos vivendo em um lugar além da imaginação, e não consigo pensar em um momento melhor para reintroduzir isso para um publico moderno”, disse Peele

Kinberg ainda falou sobre a importância da série na sua vida.

“Além da Imaginação foi uma base para a minha vida. A oportunidade de continuar essa história é um sonho que se torna realidade, e eu estou bem feliz de fazer isso com Jordan, Marco e a equipe do CBS All Access”

Além da Imaginação foi exibida originalmente entre 1959 e 1964, todos os episódios eram antologias narradas pelo próprio criador da série, Rod Serling. As histórias sempre abordavam um tema polêmico em uma realidade distopia, apresentando elementos de fantasia e ficção cientifica. Algo parece com o que Black Mirror faz atualmente.

A série já tentou voltar outras duas vezes, uma entre 1985 e 1989, e outra em  2002 e 2003, ambas não tiveram o mesmo sucesso da original. Esse novo reboot ainda não tem qualquer previsão de estreia.

Gostou do post? Curta nossa página no Facebook e receba todas as nossas últimas novidades!

Gostou? Compartilhe!


Torne-se um patrão do site!

Você sabia que ao tornar-se um patrão do Critical Hits, você ajuda o site a continuar crescendo e ainda ganha vantagens exclusivas como acesso a um design mais clean sem propagandas, Critical Cast 5 dias antes de todo mundo e acesso ao nosso grupo secreto no Facebook/Whatsapp? Torne-se já um patrão você também!

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?





  • Diego Diego

    Sei não…tento ser otimista mas não consigo.
    Mais uma vez farão algo datado pela nossa época e com episódios capados pra adaptarem-se a realidade de millenials sensíveis, sem referências e sem a capacidade de discernir sarcasmo e ironia.
    Estou desde já sentindo o cheiro azedo do fracasso.
    Pena, pois a série original inteira é uma aula de direção, fotografia (em preto e branco, sensacional) e roteiro, que ainda soam frescos e atemporais em sua maioria, mesmo já tendo se passado mais de 50 anos de seu final. E que influenciou uma legião de futuros cineastas com seus episódios encantadores e atemporais.
    Mas aguardemos. Espero queimar a língua.