Estas são as razões pelas quais o arco de Pain é considerado um dos melhore de Naruto Shippuden

O arco do ataque de Pain à Konoha é um dos momentos mais incríveis de todo Naruto Shippuden. Tivemos batalhas emocionantes antes e depois desse momento, com histórias e personagens incríveis também, mas poucas sagas tiveram um impacto emocional tão profundo em Naruto e em qualquer outro anime.

Mas as vezes é difícil tentar colocar sentimentos em palavras. Gostamos de Nagato, Pain, da história, dos combates… Mas Naruto é recheado de coisas boas, ou não seria esse powerhouse cultural.

Por que, então, gostamos tanto de Pain e a invasão de Konoha?

Porque, principalmente, Nagato é O antagonista de Naruto.

Masashi Kishimoto, autor da obra Naruto, sempre teve o cuidado de colocar adversários que significavam empecilhos físicos e ideológicos para os personagens. É por isso que a luta de Naruto contra Neji é tão importante e lembrada, pois foi um embate entre ideologias.

E é por isso que existe a brincadeira de que o poder mais apelão de Naruto é o “talk no jutsu” ou sua habilidade de convencimento dos vilões para vencê-los. Superar os inimigos fisicamente, na base da porrada e do Rasengan, não é o foco.

Não são os ninjas mais poderosos que conseguem seus objetivos, e sim os que convencem mais pessoas de que sua ideia de mundo é a correta e justa. O sucesso de Naruto vem do apoio que ele tem de seus amigos e aliados. Mesmo sua forma de combate e de utilização de jutsus, dependente dos Clones das Sombras, reflete sua necessidade de ter mais gente do seu lado para conseguir superar os obstáculos.

A rivalidade entre Naruto e Sasuke é refletida até em seus antagonistas, que são vistos de braços dados após serem ressuscitados por Kabuto durante a Quarta Guerra Mundial Ninja.

Sasuke segue seu caminho para derrotar Itachi, aquele que deu origem a todo seu ódio e sofrimento. O desejo do Uchiha em enfrentar seu irmão mais velho é colocado na história desde a série clássica, com a antecipação aumentando até o clímax que é a incrível batalha entre os dois últimos Uchiha.

A conclusão foi surpreendente e emocionante, além de significar um ponto final em uma das histórias de Naruto. Itachi era o antagonista de Sasuke. O vilão da história dele.

Da mesma forma, Nagato se tornou o vilão de Naruto. Um espelho que mostrava o quão monstruoso e maligno Naruto poderia ter se tornado, uma vez que a vida dos dois fora marcado por sofrimento, perda e abandono.

Nagato havia sido aluno de Jiraiya. Foi quem inspirou o livro que deu origem ao nome e ao mantra de Naruto. Foi o vilão que matou Jiraiya. E matou Kakashi. Destruiu a coisa que Naruto mais amou na vida: Konoha.

Pain era incrivelmente poderoso, uma das maiores ameaças que o mundo shinobi já viu. E ele não era um simples vilão clichê que queria dominar/destruir o mundo. Nagato era um personagem complexo, com dores compreensíveis e um raciocínio sobre como resolver os problemas que é possível de entender, embora não seja desculpável.

Nagato, sob o disfarce de sua própria dor, venceu Naruto. Física e ideologicamente, foi demais para o garoto, que mesmo mais forte que nunca, se viu perdendo pessoas amadas sem poder fazer nada.

Pior. Sem ter como responder as questões de Pain. Nagato não acreditava que o mundo shinobi poderia se desenvolver sem as infinitas guerras e conflitos que amaldiçoavam o mundo mesmo antes de ninjas e chakras.

É aí que Naruto teve seu ponto mais baixo em toda a série, tendo sido derrotado em todos os campos, Nagato se provando um adversário muito maior que ele poderia enfrentar.

Naruto não foi forte o bastante para derrotar Pain. Não tinha respostas para derrotar Nagato. E não teve forças para segurar o demônio da Raposa de Nove Caudas em seu interior ao sucumbir ao ódio de ver Hinata sendo mortalmente ferida com enorme casualidade.

E quando tudo parecia sem solução… A reviravolta da batalha se dá com um dos momentos mais emocionantes de todos os animes, com o pai de Naruto se manifestando para dizer que confiava em seu filho. O amava.

Naruto, o órfão desacreditado por todos. Não era mais. Era filho de Minato Namikaze, o Quarto Hokage. E esse incrível ninja confiava em Naruto sem uma centelha de dúvida.

Recuperado o espírito, Naruto ainda não tinha a resposta para os dilemas de Pain. Mas tinha recuperado a confiança em si de que, eventualmente, ele conseguiria essas soluções. Se houvesse alguma forma de obter paz, Naruto conseguiria.

Tanto que após derrotar fisicamente o último corpo de Pain, a solução de Naruto não foi guerrear mais e matar Nagato, mas sim buscá-lo para conversar. Convencê-lo. Fazê-lo entender qual a razão pela qual Jiraiya acreditava tanto nele. Igual havia acreditado em Nagato muitos anos antes.

O arco de Pain é importante pois celebra a vitória de Naruto e Sasuke sobre seus antagonistas, seus vilões, seus terrores. Era a etapa final que eles precisavam atingir antes de finalmente entrar na reta final para salvar o mundo, refinando suas habilidades e visões de mundo que eventualmente entrariam em conflito uma última vez.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Tico

Redator eventual, podcaster e negro maravilhoso.

Este website utiliza cookies