Categorias: Anime

Entenda porque o Rasenshuriken foi proibido por Tsunade em Naruto Shippuden

Naruto atingiu um nível quem nem mesmo seu pai Minato Namikaze conseguiu ao adicionar uma transformação da natureza ao Rasengan e criar o Rasenshuriken.

Essa técnica é tão poderosa que foi utilizada para finalmente por fim no imortal Kakuzu, integrante da Akatsuki e deixá-lo num estado tão crítico que não era capaz de sequer se mover.

Ao analisar o corpo de Kakuzu, Tsunade percebeu que cada uma das conexões de chakra com as células de todo o corpo havia sido destruída pelo golpe, um resultado muito cruel e violento e que se parecia mais com os efeitos de um envenenamento do que de um golpe físico.

Mas pior que isso, esse efeito também havido sido causado nas mãos de Naruto, que se recuperou graças a sua grande resistência e regeneração causada pelo fato de ser o Jinchuuriki da Raposa de Nove Caudas.

Porém, com o tempo, os efeitos seriam cada vez mais críticos no corpo de Naruto, que poderia até mesmo perder sua capacidade de moldar o chakra, o que fez com que a Quinta Hokage proibisse Naruto de utilizar esse jutsu.

Óbvio que Naruto não parou de utilizar, mas para que pudesse fazer isso, ele aprendeu a gerar um Rasenshuriken que pudesse ser arremessado, se tornando também um jutsu de longa distância – o que acabou sendo ainda mais benéfico para o usuário.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

 

Este website utiliza cookies