Anime

Entenda como termina o anime de Dragon Ball GT

Embora não faça parte do universo canônico da franquia Dragon Ball, o anime de Dragon Ball GT continua como uma das séries mais queridas pelos fãs da obra de Akira Toriyama, trazendo uma história cheia de momentos épicos e um desfecho emocionante.

Por isso, como já fazem 25 anos da estreia do anime, resolvemos relembrar um pouco como esse final é especial.

Intitulado “Adeus Goku! Até um Dia!”, o último episódio de Dragon Ball GT começa logo após a vitória de Goku, que finalmente conseguiu derrotar o Omega Shenlong com uma Genki Dama Universal. Junto com a vitória, o verdadeiro Shenlong surge novamente, dessa vez para informar que por conta do mau uso das Esferas do Dragão, nenhum desejo será concedido por um longo período de tempo.

No entanto, antes de Goku partir com o Shenlong, o nosso querido Saiyajin convence o dragão a realizar um último pedido, desejando que todas as pessoas mortas por esse conflito sejam ressuscitadas. Se despedindo dos seus companheiros, Goku pede para que Vegeta seja o guardião da Terra enquanto ele estiver fora, e promete para Piccolo que um dia retornará para tirá-lo do Inferno.

Por fim, com a história avançando cerca de 100 anos, Goku realmente retorna para a Terra durante um novo Torneio de Artes Marciais, assistindo a luta entre Goku Jr. e Vegeta Jr. Na plateia, uma Pan já idosa percebe a presença do seu avô, mas ao tentar ir até ele, não consegue encontrá-lo.

Em sua cena final, Goku caminha por entre as pessoas e relembra de toda a sua jornada, até finalmente alçar voo e dar adeus aos espectadores, enquanto parte com a sua famosa nuvem voadora.

Lembrando que você pode assistir todos os episódios já lançados do anime de Dragon Ball Super através da Crunchyroll.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Confira também outras notícias de Dragon Ball:

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade