5 razões de porque ser um ninja em Naruto é horrível

Enquanto é possível olhar para Naruto e olhar os aspectos positivos da história de um jovem sonhador tentando ser o melhor ninja, o mundo em que se passa essa história é, na verdade, incrivelmente assustador e perigoso.

A vida de um ninja é pautada por realizar missões que invariavelmente vão envolver situações perigosas e de confrontos diretos com situações letais. E não ajuda que, nesse universo, os ninjas são os soldados de suas nações. Que vivem em constantes Guerras de escala global.

05 – Nenhum lugar é Seguro

Por causa da natureza dos ninjas, cujas habilidades costumam ser focadas em espionagem, infiltração e assassinato, não existe nenhum lugar seguro para se viver – mesmo sendo um ninja.

Boa parte dos cidadãos de Vilas Ocultas são ninjas em alguma capacidade e qualquer conflito que escale para violência muito provavelmente resultará em alguma morte.

A paranoia de ser obrigado a estar sempre olhando por cima do ombro para impedir ataques furtivos por qualquer motivo  faz com que a vida de um ninja seja recheada de tensão e poucos momentos de relaxamento.

04 – Situações de risco total

A função número um de um ninja é colocar sua vida em risco para completar as missões e proteger as pessoas em perigo. A vida de um ninja é implacável e a morte está em cada movimento mal executado.

Missões de infiltração, obtenção de dados de vilas rivais ou de assassinatos são basicamente ordens que serão cumpridos ou o ninja morrerá se falhar em sua execução, seja pelas mãos dos alvos ou dos próprios chefes em caso de descumprimento.

Muitas das vezes, os ninjas terão que fazer a escolha entre completar a missão ou continuar vivo e/ou perder algum dos membros. E o correto é sempre escolher  amissão.

03 – É uma vida solitária

Boa parte dos ninjas têm a sorte de ter uma família, mas muitos perderam seus entes queridos em missões ou assassinatos. Não é nada incomum termos órfãos de pai e mãe entrando na vida ninja como única forma de se manterem vivos.

E mesmo os que conseguem, todo o dia eles são confrontados com a possibilidade de ter seus colegas, camaradas, amigos e amantes serem assassinatos nesse cruel mundo ninja. Criar laços e confiar é decididamente muito mais difícil para um ninja.

02 – Você tem que matar para proteger

Como dito anteriormente, missões ninjas que envolvem mortes são bem comuns e fazem parte da vida dos ninjas. Muitas vezes se é preciso matar para proteger.

É possível, inclusive, que o ninja tenha que matar alguém conhecido ou, pior, querido, para o bem geral de sua Vila ou de sua vida, se colocando em uma situação extremamente degradante psicologicamente.

 

01 – Decisões momentâneas podem afetar outras vidas

Apesar das orientações pré-missões e situações da vida do ninja, muitas vezes ele precisará tomar decisões sozinhas, no calor do momento, com sua vida e a vida de seus companheiros na linha.

Isso não necessariamente é a melhor forma de tomar decisões e é aí que moram a maioria dos erros. E numa linha de trabalho onde até mesmo uma missão bem sucedida pode resultar em todos os participantes mortos, uma decisão ruim pode acarretar em problemas e situações que impactam a vida de muitas outras pessoas por até anos ou décadas.

Naruto Shippuden foi exibido entre os anos de 2007 e 2017, contando a segunda fase do anime. Nela, Naruto retorna após dois anos de treinamento com a missão de combater a Akatsuki e resgatar Sasuke das garras de Orochimaru.

Ao todo, o anime conta com 500 episódios (incluindo os fillers de Naruto Shippuden), finalizando a história de Naruto, Sasuke, Sakura e Kakashi e preparando o terreno para a continuação direta da história.

O anime pode ser acompanhado na íntegra no Crunchyroll, juntamente com Naruto clássico e Boruto: Naruto Next Generations, sua continuação direta.

Acessando o site por este link, você ganha 14 dias de premium gratuitos em uma nova assinatura.

Publicado por

Este website utiliza cookies. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.

Leia nossa política de privacidade