PewDiePie é uma das figuras mais conhecidas da internet jovem do mundo, e que acabou ganhando renome com as pessoas que não costumam ser o público alvo dele após um vídeo, postado por ele no dia 11 de janeiro, onde ele teria pago pessoas para lerem frases anti-semitas (como todos os judeus têm que morrer) ou segurar suásticas.

Obviamente, isso pegou bem mal e ele acabou perdendo o contrato que ele tinha com a Maker Network (controlada pela Disney) e também tendo a sua segunda temporada de uma série no Youtube Red cancelada pela rede de vídeos.

Após algum período de silêncio, o Youtuber finalmente postou um vídeo com a resposta dele sobre o que aconteceu. No vídeo, ele disse que é uma pessoa que acha que todo tipo de humor é válido, e que ele gosta de testar os limites disso, mas que talvez tenha ido longe demais.

Não apenas isso, no vídeo de 11 minutos, PewDiePie ainda passou boa parte do tempo dizendo que boa parte do vídeo, e dos exemplos usados nas mais diferentes postagens a respeito, foram tirados de contexto para fazê-lo parecer muito pior do que ele era, incluindo screenshots dele fazendo o sinal nazista, telas de pessoas fazendo suásticas no aplicativo dele e assim por diante. E que isso seria uma resposta direta ao fato dele ter decidido ser mais crítico a mídia a partir do começo desse ano.

Ainda sobre esse assunto, segundo ele, a culpa do encerramento da parceria dele com a Maker Studios e com o Youtube é do Wall Street Journal, que teria colocado ambos na parede e pressionado eles para “não fazerem negócios com um nazista”.

Outro ponto levantado por ele no vídeo, e que parece o incomodar, é que as pessoas só falam do sucesso dele em termos monetários, de quanto dinheiro ele ganha por ano e assim por diante, mas esquecem que ele já levantou milhões para a caridade por meio de eventos.

Para completar, ele disse que respeita totalmente quem se ofende e não gosta das piadas dele e que entende que ele foi longe demais, mas acha que a reação da mídia foi irracional, com pessoas celebrando o cancelamento do programa dele no Youtube Red (um programa onde várias pessoas trabalhavam e acabaram perdendo esse emprego), e que acusá-lo de nazismo e dizer que ele só espalha o ódio não ajuda em nada, porque ele não faz isso.

O vídeo pode ser conferido na íntegra abaixo e, dependendo da hora em que você ver esse post, pode estar com legendas ou não, já que os vídeos do Youtuber costumam receber legendas em português.


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/criticalhitscombr/

Torne-se um patrão do site!

Você sabia que ao tornar-se um patrão do Critical Hits, você ajuda o site a continuar crescendo e ainda ganha vantagens exclusivas como acesso a um design mais clean sem propagandas, Critical Cast 5 dias antes de todo mundo e acesso ao nosso grupo secreto no Facebook/Whatsapp? Torne-se já um patrão você também!

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


Gostou? Compartilhe!


Eric Arraché Gonçalves é o Fundador e Editor do Critical Hits. Desde pequeno sempre quis trabalhar numa revista sobre videogames. Conforme o tempo foi passando, resolveu atualizar esse sonho para um website e, após vencer alguns medos interiores, finalmente correu atrás do sonho.



Comentários