John Hanke, CEO da Niantic – empresa por trás de Pokémon Go – afirmou que a realidade virtual pode acabar se tornado um problema para a sociedade num futuro próximo. Isso por que, segundo ele, os equipamentos de VR são capazes de oferecer experiências tão agradáveis a ponto de fazer com que muitas pessoas acabem dedicando muito tempo à eles.

A declaração foi feita durante um festival de games em Londres e reportada pelo pessoal da GamesIndustry. Outro detalhe interessante é que segundo o CEO da Niantic, o mesmo não se aplica a jogos como Pokémon Go, já que ele não se encaixa na modalidade de “realidade virtual”, mas sim na de “realidade aumentada”.

O temor de Hanke até que tem algum fundamento, já que coisa parecida aconteceu quando os smartphones chegaram ao mercado. Teve gente inclusive que vendeu um rim – literalmente – para comprar um iPad na época do lançamento, então imagine o que algumas pessoas serão capazes de fazer quando a realidade virtual for de fato acessível e oferecer experiências memoráveis.

Também podemos citar o exemplo de sociedade distópica citada por Ernest Cline no livro “Jogador Número 1”, onde o protagonista vive em um mundo decadente que tem como principal cano de escape, a interação social através de um grande jogo online. Claro que ninguém aqui está dizendo que isso vai virar realidade de fato, mas não dá pra duvidar, não é mesmo?


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/criticalhitscombr/

Gostou? Compartilhe!


Torne-se um patrão do site!

Você sabia que ao tornar-se um patrão do Critical Hits, você ajuda o site a continuar crescendo e ainda ganha vantagens exclusivas como acesso a um design mais clean sem propagandas, Critical Cast 5 dias antes de todo mundo e acesso ao nosso grupo secreto no Facebook/Whatsapp? Torne-se já um patrão você também!

Você já ouviu o Critical Cast dessa semana?


João Víctor Balestrin Sartor é colaborador e sex-symbol do Critical Hits. Admirador das boas histórias, almeja de verdade escrever um livro algum dia. Divide seu tempo entre à leitura, jogatina, trabalho, engenharia e quando sobra tempo, vive.