bioshock

5 jogos que foram inspirados em livros

Fala, galera, tudo bom com vocês? Como andam as leituras? Espero que vocês leiam outras coisas além do Critical Hits, de preferência bons livros, afinal de contas, quem escreve bem, lê bastante e saber escrever bem é fundamental para ser alguém na vida. Bom, por que eu estou falando tudo isso? Porque hoje é dia de falar sobre livros que inspiraram jogos de videogame. Você conhece algum? Sim, e você nem sabia disso, ou não tinha se dado conta ainda.

5. The Witcher

the-witcher-2

A série The Witcher é inspirada na série de livros de mesmo nome do autor polonês Andrez Sapkowsk. No universo de Sapkowski, Witchers são poderosos caçadores de monstros com habilidades supernaturais. A versão da CD Projekt RED é bastante fiel à série de romances de Sapkowski e apesar de nem todas estarem traduzidas para o inglês (ou por acaso algum de vocês sabem ler em polonês?) e nenhuma para o português, é possível aventurar-se em dois, em breve três, jogos nesse universo.

4. Alan Wake

alan-wake

Alan Wake grita Stephen King. Aliás, o jogo cita King já nas primeiras frases dele: “Os pesadelos existem fora da lógica e não há diversão nenhuma nas explicações; elas são antitéticas à poesia do medo”. Além de King, outra fonte do qual o jogo bebeu foi o livro de Paul Auster e Mark. Z. Danielewski: House of Leaves.

Isso tudo sem falar que Alan Wake é um jogo sobre um escritor com bloqueio que acaba sendo jogado numa história escrita por ele próprio onde o duelo da luz contra a escuridão é uma constante. Essa mistura de suspense e sobrenatural poderia muito bem estar num livro.

3. Assassin’s Creed

assassinscreed

O primeiro Assassin’s Creed buscou ideias em vários livros, a exemplo de Alan Wake, e tem como sua principal inspiração o romance de Vladimir Bartol de 1938 chamado Alamut. O livro acontece na Pérsia do século 11 e tem boa parte da sua ação acontecendo na fortaleza de Alamut, onde o profeta Hasan ibn Sabbath está se preparando para tomar conta da nação com um pequeno grupo de soldados de elite, as “adagas vivas”.

Apesar de as histórias seguirem por caminhos diferentes a partir de um ponto, elas partem do mesmo caminho, e contam a história dos Hassassin, ou a Ordem dos Assassinos, um grupo de muçulmanos que ameaçou tanto cruzados quanto outros muçulmanos até que os mongóis colocassem fim à ordem em 1275.

2. BioShock

bioshock

BioShock é um dos maiores exemplos de jogos como expressão artística e, como pode-se esperar, é cheio de referências a livros, em especial dois: A Revolta de Atlas e The Fountainhead, ambos escritos por Ayn Rand. Além dos personagens tirados do primeiro livro, há também uma série de pôsteres com os dizeres “Who is Atlas?” espalhados por toda Rapture. Esses pôsteres fazem referência à uma frase famosa de A Revolta de Atlas: “Quem é John Galt?”, além de várias outras referências a Fountainhead.

1. The Binding of Isaac

binding-of-isaac

The Binding of Isaac tem referências a livros até no nome. O jogo é uma recriação de uma passagem da bíblia onde Deus manda Abraão sacrificar seu filho Isaac, mas só de brinks, afinal de contas Deus curtia Isaac e mandou um anjo impedi-lo no último momento. Abraão, feliz da vida que não precisou matar o próprio filho, acabou sacrificando um carneiro em louvor ao todo poderoso.

Como vocês já devem ter jogado (afinal de contas, o Bolivar sugeriu esse jogo como jogo para o fim de semana), o Isaac do jogo acaba fugindo para o porão infestado de monstros da casa dele para escapar de sua mãe fanática, que, para purificar a criança, cometeu uma série de abusos e o forçou a várias privações.

Apesar de forçada e extremamente ofensiva a cristãos, ainda assim dá pra dizer que a história é “inspirada” no conto bíblico.

Bom, esses são apenas 5 jogos que foram baseados em livros, mas tem mais uma porrada por aí. Que outros vocês conhecem?

Share this post

Eric Arraché

Editor-Chefe